ATIVIDADES

Arquivo Documental

Conservação Preventiva, Restauração e Preservação do Acervo

A conservação se dedica à preservação, mantendo a integridade do bem, minimizando a ação de elementos degradantes, como agentes físicos diversos (fungos, umidade, iluminação inadequada). Assim, a conservação preventiva busca através de procedimentos que possibilitem retardar, evitar ou reverter à deterioração ou a ocorrência de danos, impedir a perda de bens de valor histórico e cultural.

Recebemos documentos cartorários de diversas partes do estado para comporem a reserva técnica de nosso museu, bem como as exposições permanentes e itinerantes, a documentação, normalmente de datação bem antiga, apresenta variado estado de conservação.

A documentação recebida passa por higienização, troca de embalagens, retirada elementos estranhos tais como grampos, durex, reversão de dobras e pequenas intervenções como reparos em rasgos entre outros procedimentos que são realizados em nosso laboratório, além de receberem tratamento arquivístico. O objetivo é interromper e/ou estabilizar processos de degradação oferecendo sobrevida aos exemplares que em sua maioria chegam á MEJUD em péssimo estado de conservação.


modelo


O manuseio constante dos processos, mesmo que realizado de forma cuidadosa gera um desgaste nos exemplares, pensando nisto a MEJUD pretende digitalizar seu acervo processual em breve. A digitalização possibilitará uma melhor conservação dos exemplares que deixarão de serem manuseados além de dinamizar o acesso dos consulentes aos documentos.
Outros procedimentos são adotados, como controle da iluminação das salas de exposição e guarda, confecção de invólucros em papel neutro e rigoroso controle na conservação das peças tridimensionais com especial atenção às obras pictóricas.

Desta forma, busca-se dar ao acervo condições para que o mesmo possa ser manuseado para fins de pesquisa, bem como exposto nas muitas atividades do Museu da MEJUD.


Sempre Memória
TJMG